Saúde

Idosos e imunocomprometidos já podem receber a segunda dose de reforço da vacina bivalente no ES

08 dez 2023 - 14:04

Redação Em Dia ES

Share
Até o momento, cerca de 630 mil capixabas já se imunizaram com a primeira dose de reforço bivalente, segundo dados do Painel Vacina e Confia
Idosos e imunocomprometidos já podem receber a segunda dose de reforço da vacina bivalente no ES. Foto: 89Stocker

O Espírito Santo já disponibiliza a segunda dose de reforço da vacina bivalente à população a partir de 60 anos e de imunocomprometidos com mais de 12 anos de idade que tenham se vacinado há mais de seis meses. As doses são ofertadas nas mais de 700 salas de vacinação em todo o Estado.

A recomendação de uma nova dose da vacina bivalente segue as definições da Nota Técnica Nº 83/2023, do Ministério da Saúde, publicada na última terça-feira (05), em ação para prevenção e controle da Covid-19 diante da identificação de duas novas sublinhagens do vírus no País. Não há detecção dessas sublinhagens no Estado.

Neste mês de dezembro, o Espírito Santo soma mais de 400 casos confirmados da covid-19 e 24 óbitos. Até o momento, cerca de 630 mil capixabas já se imunizaram com a primeira dose de reforço bivalente, segundo dados do Painel Vacina e Confia.

Esquema vacina Covid-19
A melhor forma de prevenção contra a Covid-19 é a vacina. É importante estar com a vacinação em dia. Vale lembrar que a vacina contra a Covid-19 está disponível para toda a população elegível acima de 6 meses de idade.

Para a população que não faz parte dos grupos prioritários, a vacina ocorre da seguinte maneira: dos 6 meses aos 4 anos, o esquema vacinal é composto por três doses (D1, D2 e D3), sendo administradas com intervalos entre cada uma. Dos 5 aos 17 anos, a vacinação segue o esquema primário de 2 doses e um reforço com vacina monovalente. Já dos 18 aos 59 anos, o reforço com bivalente poderá ser aplicado com intervalo mínimo de 4 meses, após duas doses (D1 e D2) do esquema primário com vacina monovalente.

A novidade agora é o acréscimo de uma nova dose de reforço bivalente à população com mais de 60 anos e imunocomprometidos com mais de 12 anos de idade, que deve ser administrada no intervalo de mais de seis meses após a primeira dose bivalente.

A definição de imunocomprometidos, conforme o Ministério da Saúde, pode ser transformada em uma lista da seguinte forma:
1. Pessoas transplantadas de órgão sólido.

2. Pessoas transplantadas de medula óssea.

3. Pessoas vivendo com HIV.

4. Pessoas com doenças inflamatórias imunomediadas em atividade e em uso de corticoides em doses ≥20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por 214 dias; Crianças: doses de prednisona, ou equivalente, ≥ 2 mg/Kg/dia por mais de 14 dias até 10 Kg.

5. Pessoas em uso de imunossupressores e/ou imunobiológicos que levam à imunossupressão.

6. Pessoas com erros inatos da imunidade (imunodeficiências primárias).

7. Pessoas com doença renal crônica em hemodiálise.

8. Pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses.

9. Pessoas com neoplasias hematológicas.

0
0

Atualizado 10 dez 2023 - 23:00

Se você observou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, nos avise. Clique no botão ALGO ERRADO, vamos corrigi-la o mais breve possível. A equipe do EmDiaES agradece sua interação.

Comunicar erro

* Não é necessário adicionar o link da matéria, será enviado automaticamente.

A equipe do site EmDiaES agradece sua interação.