geral

Ministério do Trabalho inclui 19 novas profissões na Classificação Brasileira de Ocupações

10 jun 2024 - 13:52

Redação Em Dia ES

Share
Além das novas inserções, foram atualizadas 424 ocupações. Atualmente, há 2.741 ocupações listadas na CBO
Ministério do Trabalho inclui 19 novas profissões na Classificação Brasileira de Ocupações. Foto: g-stockstudio/Getty Images Pro

Dezenove novas ocupações foram incorporadas à Classificação Brasileira de Ocupações (CBO), além de terem sido atualizadas mais 424. O anúncio foi feito pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e pela Organização Internacional do Trabalho (OIT) durante o evento “Novas profissões, novas possibilidades para o presente e futuro”, que apresentou o Guia Brasileiro de Ocupações para um grupo de estudantes. A atividade aconteceu no SESI Lab, em Brasília, no dia 6 de junho.

Entraram para a lista as seguintes ocupações:
– Analista de sucesso do cliente
– Analista de experiência do cliente
– Ergonomista (responsável por tornar o ambiente de trabalho mais eficiente e seguro)
– Biólogo em meio ambiente e diversidade
– Biólogo em saúde
– Facilitador de biodança
– Terapeuta Reiki
– Instrutor de Yoga
– Instrutor de meditação
– Facilitador de grupos de movimento (bioenergética)
– Brinquedista
– Lactarista (responsável por preparar e cuidar da nutrição dos bebês em creches e hospitais)
– Hidrojatista (responsável por operar equipamentos de hidrojateamento, que utilizam água sob alta pressão)
– Confeccionador de Perucas
– Ufólogo
– Monitor de animais domésticos
– Condutor de cães domésticos (passeador)
– Instrutor de mobilidade com cães-guia (responsável pela interação entre a pessoa com deficiência visual e o animal)
– Condutor escolar (terrestre)

Atualmente, há 2.741 ocupações listadas na CBO. Sua atualização e novas inserções são feitas de forma periódica. Para isso acontecer, é necessário que entidades e associações de trabalhadores façam a solicitação ao MTE, que forma um grupo para avaliação do requerimento.

Nessa análise, a subsecretária de Estatísticas e Estudos do Trabalho do MTE, Paula Montagner, explica que se avalia a necessidade de inserir novas ocupações ou de ampliar a lista de atividades das que já existem.

“Procuramos estar o mais próximo das mudanças do mundo do mercado, retratando a sua realidade, pois esses dados são usados por trabalhadores, empregadores, profissionais de RH na hora da tomada de decisões”, fala Paula.

A finalidade da CBO é dar visibilidade a uma ocupação, diferentemente de profissão, que necessita ser regulamentada por meio de lei, passando por apreciação do Congresso Nacional e sanção do Presidente da República. As informações da CBO alimentam as bases estatísticas referentes ao mercado de trabalho, além de servir de subsídios para a formulação de políticas públicas de emprego.

Para incrementar ainda mais a realidade do mercado de trabalho no Brasil, foi criado o Guia Brasileiro de Ocupações, uma plataforma online pública que tem na sua base de dados informações da CBO, do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) e do Sistema Nacional de Emprego (SINE).

0
0

Atualizado 10 jun 2024 - 13:35

Se você observou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, nos avise. Clique no botão ALGO ERRADO, vamos corrigi-la o mais breve possível. A equipe do EmDiaES agradece sua interação.

Comunicar erro

* Não é necessário adicionar o link da matéria, será enviado automaticamente.

A equipe do site EmDiaES agradece sua interação.