geral

Ao menos quatro brasileiros já morreram na guerra em Gaza

24 maio 2024 - 08:00

Redação Em Dia ES

Com CNN Brasil

Share
Cerca de 38 mil pessoas morreram desde o início do conflito entre Israel e Hamas
Veículos militares de Israel perto da fronteira Israel-Gaza. Foto: REUTERS/Amir Cohen

Desde o início da guerra na Faixa de Gaza, em 7 de outubro, ao menos quatro brasileiros morreram no conflito.

As quatro foram vítimas do ataque do Hamas que deu início à guerra. O Itamaraty confirmou as três primeiras mortes cerca de uma semana depois do avanço do grupo palestino ao território israelense, ainda em outubro do ano passado. A quarta vítima foi confirmada nesta sexta-feira (24), quando o exército israelense confirmou ter encontrado o corpo de Michel Rosenbaun, de 59 anos, em Jabalia, no norte da Faixa de Gaza.

Saiba quem são as vítimas:

Karla Stelzer
A carioca Karla Stelzer, de 42 anos, morreu durante o ataque a um festival de música eletrônica próximo à Faixa de Gaza. Karla é natural do Rio de Janeiro. Ela morava em Israel havia 11 anos, trabalhava como professora e tinha um filho de 19 anos, que serve no Exército israelense.

Ranani Glazer
Ranani Glazer havia desaparecido após o Hamas atacar a mesma festa de música eletrônica. O jovem chegou a postar, em uma rede social, o vídeo que gravou dentro de um bunker durante o bombardeio. Ranani é natural do Rio Grande do Sul. Morava em Israel havia sete anos e tinha dupla nacionalidade. Ele prestou serviço militar no país, mas recentemente trabalhava como entregador.

Bruna Valeanu
Bruna Veleanu nasceu no Rio de Janeiro e morava em Petah Tikva. Ela se mudou para Israel havia oito anos e estudava Comunicação e Sociologia/Antropologia na Universidade de Tel Aviv. Ela também foi instrutora de tiro das Forças de Defesa de Israel durante dois anos, entre 2018 e 2020. Trabalhou ainda com vendas em uma empresa de seguros de Israel.

Michel Nisenbaum
Michel Nisenbaum tinha 59 anos e morava desde os 12 em Israel. Ele deixa duas filhas e seis netos. Especializado em computação, Nisenbaum havia passado a atuar como guia turístico em Israel recentemente. O corpo de Nisenbaum estava sendo mantido refém pelo Hamas desde o dia 7 de outubro. Segundo as forças israelenses, ele foi morto durante a invasão de 7 de outubro enquanto estava a caminho de buscar uma neta numa base militar ao norte de Israel.

Familiares também foram vítimas
Não há uma estimativa clara sobre quantos familiares de brasileiros foram mortos na guerra em Gaza. Ainda assim, há relatos diretos de parentes que morreram nos dois lados do conflito.

Entre eles, o jovem israelense Noam Elimelech Rotenberg, de 24 anos, filho de brasileiros, que está entre as vítimas dos ataques do Hamas a Israel.

Já o brasileiro Hasan Rabee relatou, em entrevista à CNN, ter perdido praticamente toda a família em um ataque israelense à região sul da Faixa de Gaza. Morreram no episódio seu primo, sua esposa, seus filhos e seus netos.

0
0

Atualizado 28 maio 2024 - 10:52

Se você observou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, nos avise. Clique no botão ALGO ERRADO, vamos corrigi-la o mais breve possível. A equipe do EmDiaES agradece sua interação.

Comunicar erro

* Não é necessário adicionar o link da matéria, será enviado automaticamente.

A equipe do site EmDiaES agradece sua interação.