esporte

Chuvas no RS: Grêmio, Inter e Juventude pedem adiamento de rodadas do brasileirão

11 maio 2024 - 22:17

Redação Em Dia ES

Com CNN

Share
Clubes falam em "compreensão e zelo para a situação, que impossibilita a realização de atividades esportivas no estado"
PORTO ALEGRE, BRAZIL - MAY 5: Aerial view of Estadio Beira-Rio with flood damages after the overflow of the Guaiba river on May 5, 2024 in Porto Alegre, Brazil. Rains have struck heavily at Brazilian state of Rio Grande do Sul causing damages in the infrastructure. Authorities report over 60 fatalities and expect the death toll to increase as dozens are still missing and more than 20,000 people are displaced. (Photo by Ramiro Sanchez/Getty Images)

Neste sábado (11), Grêmio, Internacional e Juventude comunicaram que enviaram à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) um ofício de solicitação pelo adiamento total de três rodadas da Série A1 do Campeonato Brasileiro.

Clubes gaúchos pedem pela paralisação do futebol brasileiro devido às tragédias vividas pela população do Rio Grande do Sul.

O documento foi assinado pelos presidentes Alessandro Barcelos, do Inter, Fábio Pizzamiglio, do Juventude, e Alberto Guerra, do Grêmio. No ofício, os clubes informam que as equipes estão impossibilitadas de treinar e podem sofrer desvantagem no equilíbrio esportivo da competição.

Vale lembrar que os centros de treinamentos de Inter e Grêmio, além dos estádios Beira-Rio e Arena, foram tomados pelas enchentes, o que impossibilita a prática de qualquer atividade esportiva para as equipes neste momento.

Em nota oficial divulgada pelos clubes, as instituições pedem por compressão e zelo pela situação de calamidade pública vivida no estado.

“Devido ao estado de calamidade pública no Rio Grande do Sul, Sport Club Internacional, Esporte Clube Juventude e Grêmio Foot-Ball Porto Alegrense enviaram ofício para a CBF solicitando o adiamento total (incluindo todas as equipes da competição) de até três rodadas do Campeonato Brasileiro Série A 2024″, diz o documento.

“Os Clubes pedem compreensão e zelo para a situação, que impossibilita a realização de atividades esportivas no Estado e afeta o equilíbrio esportivo das competições”, solicitaram as instituições que seguem com as atividades oficialmente afastadas até o dia 27 de maio.

Veja o documento

Chuvas no RS
Segundo divulgado pela Defesa Civil do Rio Grande do Sul neste sábado, são 136 mortes, 125 desaparecidos, 756 feridos, 339.925 desalojados e 71.398 pessoas em abrigos.

As chuvas, que castigam o RS desde o fim de abril, afetaram 2.039.084 pessoas no estado. Ao todo, 445 dos 497 municípios gaúchos também foram impactados pelas chuvas de alguma maneira, seja com enchentes, falta de água potável, energia elétrica e afins.

0
0

Atualizado 11 maio 2024 - 22:17

Se você observou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, nos avise. Clique no botão ALGO ERRADO, vamos corrigi-la o mais breve possível. A equipe do EmDiaES agradece sua interação.

Comunicar erro

* Não é necessário adicionar o link da matéria, será enviado automaticamente.

A equipe do site EmDiaES agradece sua interação.