economia

Onda de calor eleva em 22,5% o consumo de energia no Estado

05 dez 2023 - 13:52

Redação Em Dia ES

Share
Dias de maior carga elétrica ocorreram entre 13 e 17 de novembro, sendo que o recorde absoluto foi registrado no dia 14/11. Carga desse dia atingiu níveis não vistos desde novembro de 2015
Onda de calor eleva em 22,5% o consumo de energia no Estado. Foto: Reprodução/Canva

Com a recente onda de calor que atingiu o Estado, a EDP, distribuidora de energia elétrica do Espírito Santo, registrou um aumento significativo no consumo de energia em sua área de concessão neste mês de novembro.

De acordo com o levantamento da Concessionária, o aumento é de 22,5% em comparação ao mesmo período do ano anterior. Isso evidencia a importância de medidas de conscientização e uso racional de energia por parte da população.

Os dias de maior carga elétrica ocorreram entre 13 e 17 de novembro, sendo que o recorde absoluto foi registrado no dia 14/11. Vale ressaltar que a carga desse dia atingiu níveis não vistos desde novembro de 2015.

O aumento de carga sentindo pelo sistema da EDP, devido o acréscimo no consumo de energia, seria suficiente para atender cerca de 75 mil residências durante um ano, ou suprir todas as residências do município de Cachoeiro de Itapemirim, no Sul do Estado, também pelo período de um ano.

“O aumento do consumo de energia nas altas temperaturas está diretamente relacionada com as mudanças de hábitos pelas famílias como, por exemplo, ligar mais o ventilador para refrescar ambientes e até mesmo lavar mais roupa devido a transpiração, e, também, pelo fato de que em um ambiente mais quente os aparelhos consumem mais energia para funcionar com a mesma qualidade. O motor da geladeira, por exemplo, precisa funcionar com mais intensidade para manter a temperatura baixa por conta do calor do ambiente”, explica o gestor da EDP, Adilson Herzog.

Entenda por que o consumo aumenta
Com as mudanças climáticas e temperaturas acima da média, a demanda por eletricidade para climatização e refrigeração também se intensifica.

Isso acontece porque, entre outros fatores, os aparelhos de refrigeração consumem mais energia para entregar a mesma eficiência, o que, por sua vez, se reflete na elevação do valor da conta de energia. Em dias muito quentes, geladeira, freezer e ar-condicionado são aparelhos que exigem mais para rejeitar o calor do ambiente e atingir a temperatura interna programada.

Por exemplo, em condições de temperatura ambiente mais elevada, o consumo de energia pode ser de até a 20% para cada 5°C a 10°C acima da temperatura ambiente padrão para a qual o refrigerador foi projetado. Segundo estudos, esse percentual de aumento de consumo pode ser ainda maior quando o equipamento é utilizado diariamente (com a abertura de portas), devido a troca de calor com o ambiente externo.

Além disso, o aumento do consumo de energia pode variar ainda com base nas condições e características do refrigerador. Esse efeito sazonal indica que, mesmo que uma família mantenha seus hábitos de consumo inalterados, é certo que haverá um aumento do consumo nas próximas faturas.

Diante desse cenário, a EDP reforça a importância da adoção de medidas de economia de energia por parte dos consumidores e dá dicas para economizar e minimizar o impacto no orçamento dos capixabas.

Algumas dicas essenciais incluem:

Uso consciente de eletrodomésticos
– Evite deixar aparelhos em stand-by e desligue-os quando não estiverem em uso.

– Opte por utilizar máquinas de lavar em sua capacidade máxima. O mesmo vale para o ferro de passar roupa. O ideal é reunir um volume de peças e passar todas de uma vez.

– A geladeira corresponde em média a 30% do consumo total de uma casa. Antes de abrir a geladeira pense no que precisa, ou seja, diminua o tempo em que a porta ficará aberta.

– A geladeira deve ficar longe de locais quentes, como o fogão ou locais que pegam sol. Ajustar a temperatura interna também pode ajudar a economizar.

– Não seque roupas atrás da geladeira e não guarde alimentos muito quentes. Faça sempre o degelo do aparelho, caso o modelo não seja frost free.

– Com relação ao televisor é importante não deixar o aparelho ligado sem ninguém assistindo, assim como outros eletroeletrônicos que devem ser retirados da tomada;

Evitar hábitos comuns no inverno
– Com o calor, hábitos do inverno devem ser deixados de lado. O chuveiro deve estar na posição “verão” ou, preferencialmente, desligado.

– O uso diário de ventiladores e aparelhos de ar-condicionado é necessário, mas em dias com temperaturas amenas prefira ligar o ventilador. O aparelho de ar-condicionado consome mais energia. Se for usá-lo, coloque-o na temperatura 23 graus ou maior e programe para que desligue automaticamente;

Aproveitamento da luz natural
– Mantenha cortinas e persianas abertas durante o dia para aproveitar a luz solar e reduzir a necessidade de iluminação artificial.

– Sempre que deixar um ambiente, desligue a luz.

– Opte por equipamentos mais eficientes em termos energéticos, como lâmpadas LED e aparelhos classificados com alta eficiência energética, pode ajudar a reduzir o consumo e os custos.

Manutenção de Equipamentos
– Assegure-se de que os aparelhos e sistemas de climatização estejam em bom estado de funcionamento, realizando manutenções preventivas regularmente.

– Ao adquirir um produto, o ideal é que o consumidor esteja atento às classificações que constam no selo Procel, que varia de A (mais eficiente) a G (menos eficiente). Opte sempre pelo aparelho de consumo A.

Conscientização em ambientes compartilhados
– Em ambientes coletivos, como escritórios e condomínios, promova a conscientização sobre o uso eficiente de energia.

0
0

Atualizado 10 dez 2023 - 23:00

Se você observou alguma informação incorreta em nosso conteúdo, nos avise. Clique no botão ALGO ERRADO, vamos corrigi-la o mais breve possível. A equipe do EmDiaES agradece sua interação.

Comunicar erro

* Não é necessário adicionar o link da matéria, será enviado automaticamente.

A equipe do site EmDiaES agradece sua interação.